Seduc apresenta projetos em V Seminário de Educação Inclusiva

Evento ocorre de 23 a 26 de setembro, em São Bernardo do Campo

 

19/9/2014 | Daniel Elias, MTB: 59.233

 

De 23 a 26 de setembro, a Secretaria de Educação (Seduc) de Praia Grande participa do V Seminário de Educação Inclusiva, junto com mais 25 municípios do Estado de São Paulo. O evento ocorre no Centro de Formação de Professores (Cenforpe), pólo do Ministério da Educação (MEC), em São Bernardo do Campo/SP. Na próxima quinta-feira (25), o grupo praia-grandense apresentará o trabalho realizado com os alunos de deficiência auditiva/surdez. 

 


No evento, a sala de recursos de língua portuguesa em Libras será um dos temas abordados pelo professor Francivaldo Lourenço. A apresentação sobre o atendimento educacional especializado para alunos com surdez ficará a cargo das docentes Maria Izabel do Nascimento (interlocutora em Libras) e Rosinês Nunes.



O trabalho desenvolvido nas salas de recursos multifuncionais também será compartilhado com os demais participantes do Seminário. A apresentação da iniciativa da Seduc ficará a cargo das assistentes técnicas pedagógicas (ATPs), Amanda Teixeira e Bruna Barreto, ligadas à Divisão de Educação Especial.



A participação praia-grandense no evento contará ainda com a exposição dos materiais pedagógicos desenvolvidos para alunos com deficiência. As professoras Rosimeire Pereira, da EM Natale de Lucca, e Patrícia Pereira do Vale, da EM Roberto Shoji, ficarão responsáveis em explicar a funcionalidade dos equipamentos e contarão com o auxílio das ATPs, Sonia Lia Cunha e Ana Lúcia Gomez.



Marília – Recentemente, a Secretaria de Educação (Seduc) também participou da 12ª Jornada de Educação Especial. A atividade ocorreu de 18 a 20 de agosto, na Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus Marília. Na ocasião, as assistentes técnicas pedagógicas Bruna Michelle Barreto e Lucia Teresa Rocha Rachid levaram para o evento exposição que detalhava assuntos como: capacitações de professores e equipe escolar, as salas de recursos de língua portuguesa em libras e multifuncional, os polos de atendimento aos alunos com deficiência auditiva/surdez.



Atendimento - Atualmente, 691 estudantes com deficiência física estão matriculados no Ensino Fundamental e na Educação Infantil e de Jovens e Adultos (EJA) e frequentam as salas de aulas do ensino regular das 65 escolas municipais. Dentre as deficiências estão: auditiva, visual, intelectual, múltiplas, transtorno global do desenvolvimento e altas habilidades.

 

Fonte: http://www.praiagrande.sp.gov.br/pgnoticias/noticias/noticia_01.asp?cod=34354