Prefeitura capacita cerca de 150 funcionários para atendimento especial a usuários de álcool e drogas

15/07/2015

 

Agentes comunitários de saúde, auxiliares e técnicos de enfermagem de todas as Usafas estão sendo treinados para a função

 

A Prefeitura de Guarujá está capacitando cerca 150 funcionários que trabalham nas Unidades de Saúde da Família (Usafas) para atuar com dependentes químicos. O objetivo é debater a ação focada que os pacientes dependentes químicos receberão, desde a abordagem, aos cuidados e tratamento.

 

O treinamento é promovido pela Secretaria Municipal de Saúde, com o apoio do Ministério da Saúde, e envolve os agentes comunitários, auxiliares e técnicos de enfermagem de todas as Usafas. O curso foi dividido em cinco turmas que participaram de 40 horas teóricas e 20 práticas.

 

As aulas teóricas acontecem no Estádio Municipal Marivaldo Fernandes (Rua Brasilino Desidério, s/n – Jardim Helena Maria) e a parte prática é executada dentro do cotidiano na unidade. Cabe aos profissionais cadastrarem moradores de rua, entender quais são suas dificuldades e trazer, para o debate em sala de aula, esses dados servirão também como instrumento de trabalho e pesquisa.

 

Guarujá está na luta contra o álcool e drogas com diversas ações preventivas e de atendimento, o Município integra, desde 2012, do Programa do Governo Federal “Crack, É Possivel Vencer”. De acordo com a psicóloga do Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (Caps AD), Luana Gargiulo, esse é um trabalho que requer responsabilidade. “Os funcionários trabalham não só nas Usafas, recebendo e tratando esses pacientes, mas também executam abordagem nas ruas, oferecendo ajuda. São tarefas que exigem cautela, dedicação e amor”, conta.

 

O agente comunitário que trabalha na Usafa Jardim dos Pássaros, Wilson Tadeu, explica que essas pessoas estão em um alto nível de vunerabilidade, e merecem um olhar mais aprofundado. “Elas não têm mais controle da própria vida e de suas escolhas. Vivem com ansiedades e decepções. Essa capacitação contribuiu no modo que nós (agentes comunitários de Saúde) conversamos e abordamos os dependes químicos nas ruas. Queremos que nos vejam como amigos. É um trabalho cuidadoso que proporciona uma luz na vida de quem é desprezado, rotulado e totalmente esquecido”, desabafa.

 

Fonte:http://portal.guaruja.sp.gov.br/2015/07/prefeitura-capacita-cerca-de-150-funcionarios-para-atendimento-especial-a-usuarios-de-alcool-e-drogas/