Sem-teto ocupam mais um prédio vazio na região central do Rio

Agência Brasil                                                                             25/04/15 18h49 

 

 

Um dia depois de tentarem ocupar um prédio na zona portuária do Rio de Janeiro, os sem-teto se instalaram na manhã deste sábado (25) em outro imóvel, no número 169 da Rua do Rezende, na Lapa. Entre uma e outra ocupação, o grupo ficou acampado na Praça da Cruz Vermelha, próxima ao prédio invadido, de dois andares e uma loja no térreo.

 

“Já veio aqui uma pessoa, em nome do dono, e deu prazo de 72 horas para a gente sair do prédio”, disse Bruno Leonardo, de 28 anos, um dos cerca de 50 ocupantes do prédio. Segundo ele, o grupo vai deixar o imóvel no prazo estipulado. “Não estamos aqui para criar conflito com ninguém”, disse.

 

A Polícia Militar, avisada da nova ocupação, enviou policiais para o local, onde deve permanecer até a próxima terça-feira (28). O grupo é parte do mesmo que invadiu o antigo edifício-sede do Clube de Regatas Flamengo, e que tinha sido arrendado ao empresário Eike Batista.

 

A desocupação do prédio do Flamengo ocorreu no dia 14 deste mês, como resultado de ação de reintegração de posse efetuada pela Polícia Militar, em cumprimento a dois mandados judiciais. Ao deixarem o imóvel, os desabrigados montaram acampamento na Cinelândia, de onde foram retirados após mais de uma semana. Depois da frustrada  tentativa de ocupação do prédio do antigo Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Empregados em Transportes e Cargas (Iapetec), na zona portuária, os sem-teto escolheram a Praça da Cruz Vermelha para acampar.