Guarujá recebe apoio do exército na vacinação contra a covid-19

Militares do Forte dos Andradas atuarão no processo de imunização nesta quarta-feira (16), no Ginásio Guaibê; músicos da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea se apresentarão no local; público-alvo são pessoas sem comorbidades de 55 e 56 anos

 

 

Por Prefeitura Municipal de Guarujá 

Guarujá recebe apoio do Exército na campanha de vacinação contra a covid-19 nesta quarta-feira (16). Militares das equipes de saúde do Forte dos Andradas trabalharão no processo de imunização no Ginásio Guaibê (Avenida Santos Dumont, 420 – Santo Antônio). Músicos da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea também se apresentarão no local.

Serão cerca de 10 militares atuando em todos os processos da imunização, desde a triagem até a aplicação da vacina. O Município também começará a atender a faixa etária de 55 e 56 anos sem comorbidades. Há a expectativa de vacinar cerca de 4.800 pessoas dentro desse público-alvo.

“Receber o apoio do nosso valoroso Exército Brasileiro é uma honra. Eles já nos auxiliaram no processo de desinfecção de próprios municipais e agora estarão ao nosso lado novamente na vacinação”, afirma o prefeito.

Postos de vacinação e público

A vacinação continua no Ginásio Guaibê (Av. Santos Dumont, 420 – Santo Antônio) com esquema de imunização separado por primeiras e segundas doses na quadra do ginásio, das 8 às 16 horas, de segunda a sexta-feira. No estacionamento, segue em funcionamento o drive-thru – apenas para as primeiras doses – das 9 às 15 horas.

Em Vicente de Carvalho, ela acontece no salão paroquial da Igreja Nossa Senhora das Graças (Rua Padre Anchieta, 107 – Vila Alice). O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 horas.

O Município segue imunizando idosos; profissionais de educação – mediante cadastro no site Vacina Já -; profissionais e trabalhadores de saúde; pessoas com comorbidades ou deficiência permanente (com ou sem recebimento do BPC); grávidas e puérperas (mulheres que deram à luz em até 45 dias); adultos com síndrome de down e transplantados imunossuprimidos. As segundas doses continuam a ser aplicadas de acordo com a data agendada no comprovante de vacinação da primeira dose. 

Além de um documento com foto, CPF e comprovante de residência, alguns públicos necessitam de uma declaração extra. No caso de grávidas e puérperas, basta apresentarem a carteirinha pré-natal ou certidão de nascimento do bebê – dentro dos 45 dias -; as pessoas com comorbidades e transplantadas imunossuprimidas devem estar munidas de um laudo ou declaração médica que ateste a condição. Os profissionais de educação devem levar impresso o documento de validação do site Vacina Já – Educação.

Cadastro prévio

É recomendado, mas não obrigatório, o cadastro no site do VacinaJá, do Governo do Estado (https://www.vacinaja.sp.gov.br/). O cadastro pode ser realizado pelo próprio candidato à imunização ou por algum familiar. Imprimir a ficha que o site disponibiliza ao final contribui ainda mais para agilizar o atendimento no posto.

Para se ter uma ideia, o tempo de atendimento para quem fez o cadastro leva em média de 1 a 3 minutos. Quando não é feito, a inscrição no ato da vacinação seguida da aplicação da dose propriamente dita demora cerca de 10 minutos.

 

Foto: Prefeitura de Guarujá